sábado, janeiro 13, 2007

AMADEO NON STOP



Última oportunidade para descobrir ou redescobrir Amadeo, na Fundação Calouste
Gulbenkian, Lisboa. A exposição está aberta non stop, entre as 10 horas da manhã
de hoje, Sábado, e as 24 horas de amanhã, Domingo.
Sem dúvida, Amadeo de Souza-Cardoso é a maior descoberta de Portugal...
no século XXI. Para quem quiser seguir o aviso sábio de Almada Negreiros.

Pintura > Amadeo de Souza-Cardoso (1887-1918)
> Clown - Cavalo - Salamandra, c. 1911-1912, col. CAM/FCG, Lisboa.
[R]

Etiquetas: ,

2 Comentários:

Anonymous L'Oiseau Rare escreveu...

Realmente Almada acertou quando disse que Souza-Cardoso era a maior descoberta de Portugal no séc.XX. Pena que o país nunca tenha feito o que outros fizeram: promover os seus artistas. Por isso só 100 anos depois Amadeo é dado a conhecer a muitos portugueses. E no estrangeiro, quem é que conhece?

16 janeiro, 2007 17:57  
Blogger Naeno escreveu...

A VIDA RI

Ontem eu vi a vida sorri,
e vi seus dentes cor do dia,
e vi seus lábios cor do entardecer,
Lábios molhados como quem vai nascendo.

Ontem eu eu vi que a vida existe,
Que a morte não pode com um sorriso,
Por isso é séria e sem graça,
Eu nunca vi a morte sorri.

Hoje a vida continua a rir,
Como se estvivesse de bem com ela,
Como se estivesse se vendo refletida,
num espelho imenso se vendo nítida.

Ainda hoje a vida rir,
como se a felicidade não acabasse,
como se uma conquista tivesse galgado,
a de ser vida, em tudo metida.

Ainda agora escutei gargalhadas da vida,
E não se cança a vida em mostrar-se feliz,
E agora eu sei, está esclarecido,
A vida não tem planos prá partida.

Com um beijo

Naeno

16 janeiro, 2007 19:59  

Enviar um comentário

Ligações para este artigo:

Criar uma hiperligação

<< Home