quarta-feira, abril 18, 2007

HABILITAÇÕES



Os órgãos de informação continuam a decidir soberanamente qual é a notícia do dia.
Continuam também a decidir por quantos dias a notícia do dia é notícia do dia. Pode
ser qualquer coisa relacionada com futebol ou com política. Ou coisa assim, tanto faz,
são eles que decidem. E muita da blogosfera vai a reboque. A mina de ouro do
momento, a saber, as habilitações do primeiro-ministro, continua a ser gulosamente
explorada, até porque o sr. teve a audácia de não reverenciar os media, algo que
entre nós provoca indignação e uma tendência irreprimível para retaliações.
Entretanto, no último Expresso e sobre o mesmo caso, a conhecida língua de Miguel
Sousa Tavares menciona "esse instrumento de calúnia e impunidade sem

igual que é a blogosfera". Dixit. Enquanto por cá vão sendo estes os temas, para
lá de Badajoz outras coisas vão acontecendo, talvez (quase) tão importantes para
compreender o futuro do planeta. Mas perante as estrelas do jornalismo de cá,
quem sou eu para opinar sobre o que quer que seja.
[P]

[Adenda > 19.4.2007]
Protestos que nos chegaram por e-mail mencionando impossibilidade ou

dificuldade em postar comentários, levaram-nos a pesquisar os meandros do
"novo blogger". O problema, que lamentamos, parece por ora resolvido.
Esperemos que futuramente a comunicação livre na net não venha a tornar-se
cada vez mais difícil.
[R]


Objecto > José Pedro Croft (1957), Portugal
> Sem título (espelho e fragmento de cadeira), 1995, Col. Particular.
[R]

Etiquetas: , ,

6 Comentários:

Anonymous Mister escreveu...

Sobre a entrevista "bombástica" da direcção da Universidade Independente tenho apenas duas palavras - gostei!

Gostei de ver, os jornalistas irritados, enraivecidos, impotentes, perante o monstro que eles próprios criaram. Todas as três televisões transmitiram em directo às 20 horas em ponto, os 10 minutos de discurso da UI - era afinal o que esta Universidade pretendia.

Não interessa que não existam provas, não interessa que não se chegue a conclusão nenhuma acerca de nada, também não interessa que exista um código deontológico, porque afinal para os Srs. jornalistas o que interessa mesmo é a "caixa", o "furo" nos jornais e nas televisões.

Felizmente todas as sondagens sobre este assunto indicam que não queremos mais isto, nem este tema. O país tem muitos problemas que exigem a nossa atenção (jornalistas incluidos), talvez o mais grave entre nós seja a cultura. A cultura cultura, mas sobretudo a cultura ética e de responsabilidade social.

20 abril, 2007 01:40  
Anonymous Mário escreveu...

A plataforma blogger nunca foi grande coisa, o site wordpress.com também providencia criação de weblogs com a plataforma wordpress que é muito superior.
Quanto ao discurso livre, penso que haverá sempre versões livres de custo, mas há sempre a hipótese de alojamento próprio como eu tenho.

20 abril, 2007 10:27  
Anonymous Bala escreveu...

Segundo José Sócrates, este rumor nasceu na blogosfera, passou para a "vox populi" e só no fim para a comunicação social.Se isto for verdade, a comunicação social lusa desceu mais vários pontos aos que já tinha em negativo: já nem criará agenda própria, como é hábito?
A referida comunicação social, de forma geral, tem feito um verdadeiro cavalo de batalha do assunto,o que - caso curioso - não tem tido grande eco na oposição parlamentar.

Estaremos perante uma nova oposição? O quarto poder ao poder?

20 abril, 2007 17:46  
Anonymous Anónimo escreveu...

Caros amigos,

"José Afonso", figura ímpar da cultura portuguesa, que trilhou, desde sempre, um percurso de coerência na recusa permanente do caminho mais fácil, da acomodação, no combate ao fascismo salazarista e pela liberdade e democracia, é tema de um selo que está em 5º lugar. Precisamos do voto de todos para que se faça um selo em sua memória e em louvor à Liberdade.
Num período de exaltação de valores salazaristas, devemos contrapor com os nossos defensores de Abril!

“Venham mais cinco!!
Traz um amigo também!”


VOTA
[aqui]

Abril, SEMPRE!!

Davide da Costa

21 abril, 2007 17:51  
Anonymous Propranolol escreveu...

Mister,
Estou de acordo com a análise. De facto o país tem outros problemas. Os jornalistas, ao que parece, não. Talvez por isso se entretenham com temas destes. Obrigado pelo comentário.

24 abril, 2007 00:36  
Anonymous propranolol escreveu...

Bala,
Essa do "quarto poder ao poder" é uma bala certeira. Pensando bem, é isso mesmo.

24 abril, 2007 00:42  

Enviar um comentário

Ligações para este artigo:

Criar uma hiperligação

<< Home