quinta-feira, dezembro 14, 2006

MEATYARD



Há dias em que merecemos certos mimos. Hoje, eu mereço esta fotografia.

Fotografia > Ralph Eugene Meatyard (1925-1972), EUA
> Untitled (Boy waving arms), 1960.

Pesquisar Meatyard
http://nymag.com/nymetro/arts/art/reviews/10854/
http://www.eastman.org/ne/str085/htmlsrc8/meatyard_sld00001.html
http://www.masters-of-photography.com/M/meatyard/meatyard_mask_full.html

http://artscenecal.com/ArticlesFile/Archive/Articles1999/Articles0999/RMeatyardA.html
[R]

Etiquetas:

10 Comentários:

Anonymous BaLa escreveu...

Roteia,
que espantoso presente te e nos deste.Com ele, este dia - 14 de Dezembro- abriu asas. Oiço o sopro ritmado delas enquanto vão espiralando sem direcção mas com todo o sentido. Parabéns.

14 dezembro, 2006 13:03  
Anonymous Roteia escreveu...

Obrigado bala bela.

14 dezembro, 2006 16:36  
Blogger aldina escreveu...

Obrigada! A beleza e a genialidade do talento! A minha memória fotográfica está valiosamente acrescentada, desde já!

Até sempre

14 dezembro, 2006 19:09  
Anonymous roteia escreveu...

Sim, Aldina, o seu comentário é também mimo que agradeço. Vale a pena ver os links com as fotografias de Meatyard, ver como a simplicidade e a sabedoria, juntas, fazem a grandeza de um criador.

14 dezembro, 2006 20:14  
Blogger RatherCynical escreveu...

E que mimo de imagem! :)
Parabéns!

14 dezembro, 2006 21:03  
Anonymous propranolol escreveu...

Roteia: dar e receber é a mesma coisa, não é verdade? Então, tu dás-nos o mimo deste post e desta imagem, e nós, Ultraperiférico, aqui representado por Bala e por mim, agradecemos e tentamos retribuir o mimo dizendo: PARA mil BENS. E agradecemos por poder participar deste blog, graças a ti.

15 dezembro, 2006 00:00  
Anonymous Mário escreveu...

Icarus rising

15 dezembro, 2006 00:00  
Anonymous Mister escreveu...

O ADN não nos deu asas. Mas o saber sim. Asas para voar à altura do nosso desejo e do nosso coração.
Voa Roteia voa.

15 dezembro, 2006 00:34  
Anonymous roteia escreveu...

Só me resta agradecer a todos o auxílio nas técnicas de voo daquele dia e dos que se lhe seguiram. E a ti, Mister, pelas boas palavras e por tudo o mais, prometo voos rasantes.

18 dezembro, 2006 02:41  
Blogger Isobel escreveu...

Fantástica, esta fotografia. Acho que vou mesmo pesquisar sobre o autor. Belíssima montagem e bela mensagem.

18 dezembro, 2006 22:31  

Enviar um comentário

Ligações para este artigo:

Criar uma hiperligação

<< Home