sábado, maio 13, 2006

VÍTOR PALLA (1922-2006)





Vítor Palla, recentemente falecido (28 de Abril) e Manuel Costa Martins (1922-1996),
ambos arquitectos-fotógrafos, criaram na década de 1950 o livro Lisboa, cidade
triste e alegre, um dos mais deslumbrantes projectos da história da fotografia em
Portugal.

Mas as vicissitudes por que passou este livro fotográfico são também um exemplo
flagrante da tradicional resistência portuguesa à modernidade. Reconhecida hoje
internacionalmente como uma criação de referência do pós-guerra no campo da
fotografia, esta obra foi declarada pela Biblioteca Nacional de Paris como um dos
livros esquecidos do milénio e descrita pelo The Photobook: A History (2004), de
Martin Parr e Gerry Badger, deste modo:
«Of the many postwar photobooks on European cities, this is one of the best, and
its neglect at the time it was published is regrettable. Made by Victor Palla and
Costa Martins, both architects, "Lisboa" is amongst the most complex of modern
photobooks, in form and content».
Vale a pena, em traços largos, relatar uma parte da história deste livro práticamente
ignorado em Portugal, e consequentemente no mundo, entre 1959 e 1982, isto é,
entre a data da sua publicação em fascículos, com edição dos autores (1959), e o ano
da sua redescoberta por António Sena, da qual resultou a exposição Lisboa e Tejo e
Tudo, na Galeria Ether (1982):

«A reacção do público foi, em geral, de repulsa e indiferença. A observação de que
eram fotografias "escuras" ou "tremidas" e expostas ou publicadas "a metro", foi
frequente. O livro foi um fracasso editorial. O esquecimento foi quase imediato.
Para se ter uma ideia do desinteresse, em 1982, uma quantidade apreciável de
fascículos que tinham sobrado do livro, consistindo em mais de metade da edição,
estavam numa cozinha da Associação Portugal-Cuba e nem a Biblioteca Nacional
nem as bibliotecas da Câmara Municipal de Lisboa ou da Gulbenkian possuíam
qualquer exemplar».
> António Sena,
in História da Imagem Fotográfica em Portugal, 1839-1997
(Porto Editora, 1998)
[R]

Livro fotográfico > Vítor Palla e Costa Martins
> Lisboa cidade triste e alegre, Lisboa, 1959 (páginas iniciais do livro + páginas soltas
originais, com impressão posterior de texto, utilizadas para divulgação da exposição
"Lisboa e Tejo e Tudo", Ether, 1982), (foto © FH/CRO)

> Pesquisar Vítor Palla/Costa Martins
http://imagensdacidade.blogspot.com
http://belittlepilgrim.livejournal.com/?skip=1
https://www.phaidon.com/phaidon/displayproduct.asp?id=2012
http://dn.sapo.pt/2006/04/30/artes/victor_palla_despedese_cidade_fotogr.html
http://fugaparaavitoria.blogspot.com/2006/04/victor-palla-todo-o-mundo-1922-2006.html
http://www.biblarte.gulbenkian.pt/content.asp?cod=destaque15&menu=home&parent

[R]

Etiquetas: , , ,

7 Comentários:

Anonymous propranolol escreveu...

Retive esta frase: "A reacção do público foi, em geral, de repulsa e indiferença" e fiquei a imaginar a frustração dos autores. De facto, uma sociedade que não estimula a criatividade e o talento, seja nas áreas culturais seja em quaisquer outras áreas, parece condenada a sucessivos fracassos.
Que outros projectos fotográficos teriam desenvolvido V. Palla e C. Martins se esta primeira obra conjunta tivesse sido bem recebida?
Se o reconhecimento do mérito tivesse tradição em Portugal não viveríamos hoje num país melhor?

14 maio, 2006 04:34  
Blogger Mister Agá escreveu...

Mais um exemplo do Portugal Ultraperiférico.

Virámos as costas à modernidade e ao cosmopolitismo em 1950, mas hoje não seria diferente. Copiam-se os modelos utilizados há 20 anos "lá fora" e "adaptam-se" como se foram nossos - mas não são...

Não se procuram perceber as novas obras, afinal, estas atrevem-se a levantar dúvidas e incertezas, a colocar tudo em causa. Nós por cá, gostamos mais de certezas absolutas - não é?

Saudações da província,
Agá

14 maio, 2006 09:48  
Anonymous Mário escreveu...

Este é um daqueles livros que devia ser passado para pdf e distribuido a todos os candidatos a fotógrafos. Assim como está, com o estatuto de invísivel e incomprável não dá proveito a ninguém!

14 maio, 2006 15:13  
Anonymous Roteia escreveu...

Sem dúvida, Mário!
Eu sou um dos felizardos que pode folhear este livro sempre que me apetece.
Em todo o caso está a ser preparada uma reedição internacional. Jamais será a mesma coisa, porque a 1ª edição do livro tem uma impressão irrepetível em rotogravura.
Passar a pdf seria uma excelente ideia, ou mesmo criar um site de imagem, compeendendo também a investigação sobre a obra e os seus autores. O formato CDROM, seria outra hipótese. O problema aqui serão os direitos de autor. Além disso, julgo que Costa Martins deixou em testamento algumas limitações à reprodução do livro.

14 maio, 2006 16:17  
Anonymous Mário escreveu...

Que sorte, poder folhear esse livro (nunca vi nenhum exemplar)!
A questão dos direitos de autor poderia ser resolvida da seguinte maneira (caso os herdeiros estivessem de acordo e não houvessem outras disposições):
1)Passagem do livro para pdf de qualidade de impressão.
2) Colocação no site de "printing on demand LULU.
3) Colocação de royalties destinados aos herdeiros.
4) Impossibilidade de download do pdf apenas de cópias do livro impresso.

15 maio, 2006 10:45  
Anonymous Roteia escreveu...

Há talvez uns 6 anos atrás eu próprio contactei Vítor Palla com o objectivo de criar um diaporama do livro, no âmbito de um projecto expositivo. Mas, por dificuldades vários, a coisa ficou em "águas de bacalhau".
Actualmente os projectos de divulgação estão nas mãos dos filhos de V. Palla e C. Martins. O ano passado, vi na Gulbenkian um filme/documentário de Luis Camanho sobre esta obra, com depoimentos vários, no âmbito de um curso orientado por Lúcia Marques, que dedicou à investigação sobre o livro e os seus autores o blogue "Imagens da Cidade" (v.link).
Sintomáticamente o blogue não apresenta qualquer imagem, apesar do bom relacionamento entre a autora e a família dos fotógrafos.

Quanto à possibilidade de folhear o livro, Mário, em breve contactá-lo-ei no seu e-mail.

15 maio, 2006 12:38  
Anonymous Mário escreveu...

Ok, fico a aguardar.

15 maio, 2006 17:05  

Enviar um comentário

Ligações para este artigo:

Criar uma hiperligação

<< Home